África do Sul: tudo o que você precisa!

Foram quinze dias intensos de viagens de carro e vários voos descobrindo paisagens estonteantes, conhecendo um povo sem igual e ficando cara a cara com animais majestosos. Poucas são as palavras que explicam essa experiência, mas deixamos aqui tudo para vocês se prepararem para esse destino.


Moeda

                                                              1 RAND = 0,28 REAIS

Para a nossa felicidade a moeda sul africana é desvalorizada em relação ao real. Para comprar a moeda estrangeira você pode ir diretamente em uma casa de câmbio no Brasil e trocar. Mas nós optamos por trocar por dólares meses antes da viagem por saber que é uma moeda muito valorizada e estável, chegando na África compramos os RANDS, apenas metade do nosso dinheiro e o resto fomos trocando conforme necessidade e cotação, dessa forma é mais fácil não perder dinheiro não utilizado na viagem no momento de conversão para REAL novamente,


Na mala

Além de se preocupar com as roupas apropriadas para a viagem lembre de detalhes como levar protetor, remédios, adaptador, carregadores portáteis, documentos e claro, as peças adequadas para o Safári.


Veja aqui como fazer sua mala para o Safári!


Internet

Todos sabemos que hoje em dia quase ninguém consegue ficar sem internet né? Principalmente se você produz conteúdo de viagens como nós. Para isso optamos tanto em nossa viagem para Itália com agora em usar o My Sim Travel e indicamos, é muito fácil de utilizar.


Sem mais delongas, quais são os melhores locais para se largar na África do Sul? Aqui vão todas as nossas dicas baseadas em nossa experiência nesses quinze dias;


Cape Town


A Cidade do Cabo é sempre comparada com o Rio de Janeiro, e é exatamente isso. Possui muitos bares e restaurantes, vida noturna, praias maravilhosas e muitos passeios de ecoturismo. Mas assim como o Rio existe muita pobreza e é extremamente desigual socialmente, alguns quilômetros das praias favelas gigantes tomam conta das estradas. Por isso é importante ficar atento com pertences pessoais e por onde se anda, em pouco tempo na orla conseguimos avistar furtos! Além disso o país é considerado um dos mais perigosos para se viajar sozinha, sendo mulher.


Passeio de Helicóptero pela cidade: +27 7 46950697


Camps Bay

Em nosso primeiro dia fomos almoçar, tomar uma gelada e conhecer a praia Camps Bay. É uma parte extremamente rica com mansões de frente pro mar e cheia de jovens! É uma parte bem turística da cidade e a poucos minutos de carro do centro de Cape Town.

As ruas fora da orla não são muito boas para andar a pé, indicamos alugar um carro caso você não feche nada com agências de turismo. Dessa forma também fica livre para fazer outros passeios mais afastados da cidade!


Table Mountain

É absolutamente impossível visitar Cape Town e não conhecer a Table Mountain. É o maior símbolo da cidade, estando presente até mesmo em sua bandeira.

É considerada uma das montanhas mais antigas do mundo e possui mais de 1000 metros de altura e, em seu cume, revela um planalto de mais de 3 quilômetros de área total e em 2011, se tornou uma das 7 Maravilhas Naturais do Mundo!


Para chegar deve ir de carro ou ônibus até os bondinhos. Atualmente, a viagem até o cume leva cerca de 5 minutos e para todos verem a paisagem o bonde realiza uma volta de 360 graus lá no alto! Fique atento a previsão do tempo, dependendo do vento a entrada fica proibida. Pegamos, por sorte, a fila dos ingressos muito pequena, porém normalmente não é assim, melhor comprar com antecedência.


Muito importante: Vá com roupa reforçada, calça, moletom e corta vento, é extremamente frio! Os preços variam de R151 até R277! Se for estudante leve sua carteirinha independente do país e pague metade do preço!



Lá no alto, você pode ver vistas espetaculares, realizar uma trilha guiada gratuita das 9:00 até as 15:00, pode realizar refeições no restaurante, tem wifi e ainda da tempo para comprinhas na lojinha!


Veja aqui 6 curiosidades sobre a África Do Sul!


A Rota da Peninsula do Cabo

Para esse passeio você deve reservar um dia inteiro. A estrada que liga os dois pontos possui alguns atrativos, é preciso estar com seu próprio veículo ou reservar um ônibus de turismo.


De Cape Town até a ponta leva-se por volta de 1h30min, mas com as paradas você pode demorar quanto quiser. Passamos por Hout Bay e Noordhoek, por exemplo.


Para entrar na reserva onde se encontra o Cape Point deve-se pagar um ingresso, 160 rands para estrangeiros e 80 rands para locais, existem diversas atrações e pontos para conhecer, desde restaurantes à acomodações. É possível encontrar animais por todo caminho, como babuínos e avestruz, por exemplo. Lembrando que é o local onde encontramos o encontro exato entre o Oceano Atlântico e o Oceano Índico, o que torna tudo mais incrível! Obs: Não esqueça de levar o corta vento, é muito emocionante se ver na pontinha do mundo e lembrar das aulas de história do colégio mas não pode ficar com frio né?



Outro ponto muito conhecido da Rota Da Península do Cabo é a praia Boulders Penguin Colony onde pelo mais estranho que pareça é a casa de diversos pinguins! O acesso para Boulders Beach é pago, R160 e é possível chegar a praia por duas entradas. A primeira delas é logo após o estacionamento gratuito que fica a poucos metros da praia, ja a outra fica à alguns metros onde deve-se andar por um caminho de madeira delicioso e é o único local em que podemos descer e ter contato direto com os animais. Quando fomos, o primeiro acesso estava com muito mais penguins do que no segundo, mas os dois levam até os engraçados pequeninos. Por perto existem banheiros, lojas de artesanatos e lanchonetes para fazer uma parada caso for preciso.


Watterfront


Uma região onde é possível fazer e ver de tudo um pouco, se você estiver em dúvida do que fazer vá para Waterfront. Existem restaurantes, bares, o maior shopping, que já fomos na vida, bandas de marimba, passeios e também uma roda gigante super divertida.

Como o lugar é movimentado, parar o carro e bastante complicado, e algumas locadoras de automóveis não cobrem danos aos carros, então achamos melhor parar em um estacionamento do próprio shopping.


Safári aquático

Por Cape Town o Safári vira aquático, existem diversos passeios para ver, surfar e nadar com leões marinhos, para ver tubarões através de jaulas e também a observação de baleias na temporada de junho a novembro.


Pegamos alguns contatos para vocês:

African Eagle Day Tours: +27 21 464 4266

@capedaytours

Padi: +27 79 711 4755


Garden Route

A Garden Route é um trecho da África do Sul que se estende a partir de Mossel Bay, no Cabo Ocidental até Storms River, no Cabo Oriental. O nome vem da diversificada vegetação e inúmeras lagoas espalhadas ao longo da costa.

Passa por cidades como Knysna, Plettenberg Bay, Mossel Bay (indicamos de hospedar nessa cidade!) e George. Tem um clima oceânico, com verões e invernos suaves e é considerado o clima mais ameno na África do Sul, mas mesmo assim as águas são muito geladas.

Visitamos o Parque Nacional de Tsitsikamma, pagamos R248,00. Tem atividade para o dia inteiro, chegue cedo para poder realizar todas as trilhas do parque! Os passeios mais famosos são os de caiaque e a Ponte Suspensa, mas existem cavernas, cachoeiras e acampamentos no parque. Na época certa é o lugar perfeito para avistar baleias!

Reservas passeio de caiaque: +27 (0)73 130 0689


Safári

Claramente a nossa experiência preferida! Nós ficamos hospedados na reserva Limppopo, que fica apenas 1h do famoso Parque Nacional Kruger.

Todos os nossos safáris dentro do Limppopo já estavam inclusos na reserva do hotel, realizamos todos os dias safáris de manhã, de tarde e um dia de noite! Realmente, é viciante! Procurar os animais e ve-los tão de perto é emocionante e nos deixou sem palavras para descrever!

Tiramos um dia para um passeio diferente no Kruger, a entrada é paga e bem controlada por conta de caçadores. Você pode visitar com guias, com o seu hotel ou ir com carro próprio. Nossa dica é ir com guias, eles sabem direitinho onde os animais ficam e sabem tudo sobre cada um deles! Entenda que você está na natureza, e o mais lindo disso é não ter controle nenhum sobre nada! Ficamos 5 horas sem ver nenhum animal até vermos as leoas e suas crias!

É importante entender seu interesse no safári para saber em que época do ano ir! Fomos no verão, a época de filhotes, calor, chuva, e mata cheia!


Como fazer minha mala pro Safári? + Dicas

Joanesburgo

A maior cidade da África do Sul é, sem dúvida alguma, uma cidade histórica, marcada por conflitos raciais internos e que se estendiam para o lado externo da cidade devido ao apartheid, que foi um regime intenso e cruel de segregação racial e que vigorou por praticamente 50 anos, e hoje aparece como uma imensa desigualdade social e alta taxa de criminalidade, nesse sentido a cidade lembra muito cidades do Brasil como Rio de Janeiro e São Paulo.


A cidade abriga grandes praças, museus, shoppings centers e diversos locais para compras além de uma vida noturna agitadíssima. Porém atente-se a fica nas regiões turísticas, a cidade é realmente muito perigosa e nos foi avisado para voltar pro hotel até as 21:00 para nossa segurança!


A alimentação em Joanesburgo não é considerada cara. A média de um almoço, por exemplo, varia de R$20,00 a R$50,00; um café da manhã, média de R$15,00 a R$28,00. Já a hospedagem possui um leque de opções, típico de cidades movimentadas como Joanesburgo, os valores de hospedagem variam, em média, de R$70,00 (pousada) a R$1.100,00 (hotel 5 estrelas).


O transporte em Joanesburgo é um pouco complicado, do transporte público, conta praticamente só com o Gautrain, que é uma moderna rede de trens, mas que, no entanto, só atende uma pequena área da cidade. O aluguel de um carro é uma possibilidade mas você teria que lidar com o trânsito local e contar com um bom GPS, para não se perder, lembrando novamente da segurança. Os ônibus só servem para passeios turísticos. Os táxis considerados particulares, como os do Brasil, são chamados por lá de “cab” pois, os “táxis” na verdade são carros coletivos que parecem vans e levam muitas pessoas. O uber é outra boa opção na cidade.

Nós ficamos poucos dias na cidade e nosso transporte foi feito por vans disponibilizadas pelo próprio hotel.


Só tivemos tempo de conhecer um ponto turístico: Melrose Arch onde encontramos de tudo, pois é um imenso complexo, totalmente privado, onde você encontrará no mesmo local hotéis, shoppings, bares, lojinhas de rua e inúmeros restaurantes. O hotel nos informou ser o local mais tranquilo para os turistas!


Outros passeios famosos da cidade: Sandton City, Nelson Mandela Square, Parque Nacional Pilanesberg, a Casa de Nelson Mandela e o Museu do Apartheid!

Foi texto para caramba mas ainda assim não deu para contar e demonstrar tudo o que sentimos! Fiquem ligados em nossas redes sociais que ainda tem muito conteúdo para vir por ai!

@largadosnomundao






39 visualizações
  • White Facebook Icon
  • Branca ícone do YouTube
  • White Instagram Icon
  • Playlist Largados