Chapada do Veadeiros - Roteiro e dicas completas!

Atualizado: Abr 23

O verdadeiro paraíso místico do Brasil nos rendeu dias maravilhosos de muitas trilhas e conexão com a natureza. Saiba tudo o que fazer, onde ir, onde comer e onde ficar na Chapada Dos Veadeiros nesse post!


Como chegar

Saindo de São Paulo capital, pegamos um voo de 1:40h até Brasilia, lá pegamos o carro que havíamos fechado no Decolar pela Movida - gastamos por volta de 500 reais, as diárias mais impostos - seguimos então com mais 3hrs de viagem.


Primeira dica para comprar a passagem: entre no site de passagem escolhido pelo menos uma vez por dia durante toda uma semana, os preços variam diariamente, nossa passagem foi de 300 reais, para 500 e compramos por 113 reais. Levamos apenas malas de mão o que foi suficiente para nossos 7 dias na Chapada!

Cachoeira do Saltos

Quando ir

Conversamos com os locais e nos disseram que Janeiro e entre Março e Junho são as épocas mais ensolaradas. Fevereiro é a época mais chuvosa.


Quanto tempo ficar

Ficamos uma semana e achamos pouco! Mesmo conhecendo muitos lugares ainda faltaram muitos da lista! São listadas mais de 350 cachoeiras na região, imagine só! Recomendamos 4 dias no mínimo pra aproveitar, isso sem contar dia de chegada e partida.


Roteiro

Dia 1: Chegada em Brasília, pegamos o carro, viajamos 3 horas até nossa hospedagem, chegando fomos ao mercado e descansamos o resto da tarde.


Dia 2: Vale da Lua + Almécegas

Vale da Lua

Do Alto do Paraiso até o Vale são 30 minutos de carro, a estrada é super asfaltada, reta e com uma paisagem de tirar o fôlego e mais 4km de estrada de terra. Pagamos, por pessoa, 20 reais a entrada. Aberto das 7:30 até 17:00.

Crianças de 0 a 7 anos não pagam e existe um salva vidas na cachoeira.



Seguimos então para Fazenda São Bento. Pagamos cada um 40 reais para entrar e visitar as 3 cachoeiras: Almécegas 1, Almécegas 2 e Cachoeira São Bento. Se quiser visitar apenas a São Bento são 15 reais, mas não vale a pena visitar só ela.

Existe estacionamento no local.  Possuem trechos de carro em estradas boas e trechos a pé.

Para Almécegas 1 são 3 km de carro + 1km a pé e para a Almécegas 2 é 1km de carro + 300 metros a pé. Já a São Bento são 300 metros a pé do estacionamento.



Dia 3: Cariocas e Canyons

Fomos para o famoso e maravilhoso Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Entrada gratuita, estacionamento 15 reais. Não siga o Waze ele manda para o local errado, siga as placas da estrada, é bem fácil chegar.

Chegando no centro de visitantes do parque assistimos um vídeo informativo, explicando as sinalizações das trilhas, os perigos, etc. As trilhas são sinalizadas pelo trajeto inteiro.

Primeiro visitamos os Canyons, trilha fácil, porém muito longa e cansativa, no fim da trilha tem muitas pedras com uma vista maravilhosa e um espaço para banho. Mas em uma opinião sincera, não é o melhor passeio, deixe para fazer se tiver dias livres.



Voltamos e pegamos a trilha para Cariocas, muito linda, porém não conseguimos entrar pois não sabíamos se era seguro.



Dica mais importante: leve MUITA água, levamos 3 e não foi suficiente. Leve lanches também e não se preocupe o parque tem sinal de celular caso necessite.


Dia 4: Cachoeiras do Saltos

Que lugar! Sem palavras, vocês apenas tem que viver isso.

Também dentro do Parque Nacional da Chapada, fizemos uma trilha de 4.6km com muitas decidas que depois se tornam grande subidas, foi bem cansativo mas foi um dos visuais mais incríveis que ja vimos. Sem dizer que depois conseguimos ficar uma horinha entrando na cachoeira, tomando um sol e sendo mordidos pelos peixinhos.



Logo voltamos e entramos na trilha para o Carrosel, estávamos muito cansados e só fomos até o observatório, mas até a parte que da pra entrar são mais 3.5 km, mas também lindo de se ver.



Dia 5: Santa Bárbara

Famosa e não é atoa, você TEM que visitar, sem desculpa, não perde tempo na sua vida. Saindo de Alto Paraíso em direção a Cavalcante são 2h20min de estrada ótima.


Chegando fomos pra comunidade Kalunga, de quilombolas e pagamos 20 reais cada um para entrar. Lá o guia é obrigatório, 100 reais grupos de 1 a 6 pessoas + 5 reais por pessoas do transporte até a trilha. Sim os preços são chatos, mas pelo o que você vai ver e pelo atendimento, vale MUITO a pena.

A trilha é apenas uma caminhada reta, 1.7km andando. O tempo de permanência máxima na cachoeira é de um hora.

Nosso guia que super indicamos: João (61)996828848


A cor da água já é de surpreender, mas agora quando você entra fica melhor, a água carrega uma energia que da pra sentir, super leve, parece que te limpa de dentro pra fora.



Cachoeira Santa Barbara

Dia 6: Cachoeira do Segredo


QUE DIA! Acordamos 7:30 dia nublado demais mas mesmo assim fomos nos largar! Sentido São Jorge + 14 km na estrada partimos em direção a Cachoeira do Segredo. Chegando na propriedade pagamos 40 reais por pessoa pra entrar (mas já lemos que cobram menos, acreditamos que foi porque havia poucas pessoas na cachoeira).


Antes de chegar na trilha é preciso andar 6 km de carro por uma estrada de terra. Após o início da trilha é preciso andar 4km, trilha tranquila, cansativa e com alguns pontos mais escorregadios mas existem cordas pra ajudar! Alguns sites dizem que a trilha tem uma distância de 6km, porém essa informação foi dada antes da contratação da ponte que acabou reduzindo 2km de trilha.

A cachoeira em si é maravilhosa, enorme, água cristalina e fica em volta de pedras gigantes que parecem falésias, cheias de árvores, simplesmente você tem que ir! Passamos 3 horas na cachoeira mergulhando e tomando o solzão que nos pegou de surpresa! Esse passeio não é muito famoso mas claramente tem que estar na sua lista!



Dia 7: Dia relax

Foi o dia para descansar de todos os km rodados, assistimos séries, apreciamos nosso quintal delicia, fomos no centrinho comer e comprar umas coisinhas. Afinal, é importante relaxar antes de pegar a estrada para voltar.


Onde comer

A Chapada tem uma onda de vegetarianismo, existem muitas e boas opções de restaurantes. Estão presentes nos centrinhos das cidades e em partes das estradas. Em nossa estadia cozinhamos nossa própria comida, comemos fora apenas dois dias e super recomendamos: Cravo e Canela e Rancho Kalunga (dentro da comunidade Kalunga).


E nos foi recomendado pelos locais:

  • Alquimia: quilo saudável e vegetariano.

  • Pizza Chamego.

  • Vendinha: pasteis de todos os tipos, pratos bons e ambiente bacana com música ao vivo.

  • Tapindare: restaurante a quilo no centro de Alto Paraiso.

  • Coisas da Drica: bom lanche/café com ótimo WiFi, ás vezes rola uns eventos na parte de trás.

  • Vinil, bar/restaurante: tem música boa e nas terças rola um sambinha.

  • Baroque: restaurante top com pratos super elaborados e vinhos da melhor qualidade.

  • Nikaia: restaurante francês com um francês preparando os pratos.

  • Gota Sat Som (Estancia Alto Paraiso): um espaço de música e silêncio na chapada. Vale a pena olhar a programação aos sábados, das 16h às 20h e aos domingos, das 10h às 13h.


Onde ficar

Fique em Alto Paraiso, São José ou Cavalcante.

Ficamos em Alto Paraiso e achamos a localização ótima. As 3 cidades possuem muitos campings, pousadas, hostels e hotéis. Basta dar uma procurada no Airbnb ou Booking para achar acomodações maravilhosas e bem good vibes.


Ficamos em uma casa que está disponível no Airbnb através desse link: https://www.airbnb.com.br/rooms/26841429?wl_source=list&wl_id=429345058&role=wishlist_owner&adults=1&guests=1.


Fizemos uma parceria, criamos fotos, vídeos e fizemos divulgação em troca da hospedagem, e foi incrível. Super bem recepcionados e a casa tinha uma energia muito boa.


Nossa casinha da Chapada

A mística e a energia

A maior lenda por aqui é que grande parte da população já viu extraterrestres, existem varios aliens bonecos pelas cidades. Dizem que isso se deve aos reflexos das pedras que existem de baixo do território e também pela quantidade de drogas que alguns visitantes usam, mas acoutou se tornando uma brincadeira por lá.


Energeticamente, é um local bem conhecido. De baixo de toda a região existe um placa mineral conhecida como Quartzo, o que já muda totalmente a energia que roda! Também aqui presente o paralelo 14, mesmo que passa pela região do Machu Picchu, no Peru, também conhecida pela sua mística! Quem gosta e acredita em energias, percebe e sente a diferença aqui, muitas pessoas vem em busca de encontrar sua energia vital! Boatos que até se banhar nas cachoeiras faz bem à saúde! Existem muitas lojas que vendem cristais maravilhosos e muito poderosos.



E então? Já ta querendo se largar na Chapada? Qualquer dúvida mande um direct pra gente no @largadosnomundao.



264 visualizações
  • White Facebook Icon
  • Branca ícone do YouTube
  • White Instagram Icon
  • Playlist Largados
LargadosNoMundao_logo_RGB_branco.png