Viajando sozinha: os melhores e piores países para se visitar sendo mulher

Atualizado: Abr 22

Acabamos de passar pela semana do dia das mulheres e me inspirei para escrever sobre viajar sozinha sendo mulher, até porque há algum tempo que viajo na companhia do Gabriel.


Morando em São Paulo desde que nasci estou acostumada a ficar atenta sempre e convivo com importunações diariamente nos transportes públicos e nas ruas, como por exemplo, assobios e comentários desprezíveis. Essa tensão aumenta ainda mais quando estamos sozinhas em um local que não conhecemos a cultura e que não sabemos por onde andar.

Mas então como se preparar e se cuidar quando estivermos viajando sozinhas ou apenas em mulheres? Primeiramente devemos nos informar antes de embarcar, você pode ler por exemplo o International Women's Travel Center , que todos os anos pesquisa sobre os piores e melhores países para se viajar sendo mulher. Confira aqui alguns deles:


9 piores países para se viajar sendo mulher:

Importante frisar que estamos falando em relação ao turismo e não sobre morar no local, pois podemos encontrar uma mundo completamente diferente visitando e passeando por um país do que a realidade vivida pela população em geral.


  1. Índia: com relatos de mulheres próximas a mim digo que os homens não possuem respeito algum, existe inúmeras importunações sexuais e são culturalmente criados de formas bem machistas. Excelente modo de enxergar a realidade das mulheres indianas é assistindo o documentário vencedor do Oscar: Period End Of Sentence.

  2. Egito: já ouvi relatos de mulheres que tiveram uma viagem tranquila porém tiveram que seguir as regras do povo, como por exemplo, sempre andar atrás do "homem da família". Sem contar a violência e falta de direitos para as mulheres do país.

  3. México: país com altos números de feminicídios além da cultura machista que acaba se refletindo em assédios e importunações.

  4. Brasil: vivendo no país sabemos muito bem como é, todo dia andando de transporte público e pelas ruas é uma amostra e prova da cultura que vivemos. Infelizmente o Brasil é considerado o quarto país mais perigoso para nós, sendo que a cada 11 minutos uma mulher é estuprada aqui, segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), divulgados em 2015. Sendo que a cada ano a taxa de feminicídio aumenta, mesmo com novas leis a favor das mulheres. Ainda temos muito pelo o que lutar.

  5. Honduras: é considerado um dos países mais perigosos do planeta, com altas taxas de homicídio. “Um dos problemas é o tráfico de cocaína, mas há também intensa violência entre gangues, além de roubos à mão armada”. A cidade mais violenta do mundo está em Honduras.

  6. Quênia: a África em sua maioria é considerada extremamente perigosa. Altíssimos riscos de violência sexual entre mulheres e meninas, sejam elas de áreas urbanas ou de zonas rurais, alguns países do continente ainda permitem mutilação dos órgãos sexuais das jovens. Outro ponto são as ameaças terroristas.

  7. Colômbia: sobre a situação para as mulheres na Colômbia, a entidade diz que “é tão ruim que até mesmo as ativistas que defendem os direitos das mulheres se tornaram alvos de ataques e estupros”.

  8. Arábia Saudita: se assemelha muito com a situação presente no Egito. Não é muito amigável para as mulheres, turistas ou locais, que sequer podem dirigir. O IWTC lembra ainda que é muito difícil é conseguir um visto para entrar no país. E mesmo com ele em mãos, é necessário que as mulheres estejam sempre acompanhadas de um parente do sexo masculino e vestindo a abaya, túnica preta, e o hijab, véu usado na cabeça.

  9. Venezuela: no momento com toda certeza não é o destino para nenhum sexo, porém sempre teve como principal problema o tráfico humano. “Sequestros são comuns, então é uma boa ideia avisar a sua embaixada e seus familiares sobre os locais que irá visitar”, recomenda o IWTC.


10 melhores países para se viajar sendo mulher:


  1. Islândia

  2. Portugal

  3. Nova Zelândia

  4. Suíça

  5. Finlândia

  6. Áustria

  7. Noruega

  8. Eslovênia

  9. Bélgica

  10. Canadá


Isso não significa que atitudes machistas não acontecerão, pois alguns dos países são bem conservadores na questão religiosa por exemplo, mas de qualquer forma baseado em estatísticas são sim mais seguros para se viajar sozinha ou apenas em mulheres.


Dicas básicas e importantes para se proteger:

Algumas dicas podem parecer super básicas porém cada detalhe importa quando pensamos em nossa segurança.


  • Atenção ao andar nas ruas, e em quais ruas andar, evitando ruas desertas principalmente de noite.

  • Peça dicas para mulheres que já viajaram sozinhas ou para mulheres de estabelecimentos que você visitar.

  • Não pegue carona com desconhecidos.

  • Não pegue táxis sem credenciais.

  • Em Hostels opte por dormitórios exclusivamente femininos.

  • Tranque portas de Hotéis/Airbnb. Se ainda não se sentir segura, coloque uma cadeira na frente da porta ou objetos barulhentos na maçaneta.

  • Compre um chip para seu celular e informe pelo menos um pessoa de onde você está ou com quem, WhatsApp hoje em dia é aceito como prova no tribunal.

  • Sempre acredite na sua intuição.


Eu sei muito bem que não deveríamos ser nós mudando nossas atitudes e caminhos para não sermos vitimas e luto por isso diariamente. Porém ainda vivemos em um mundo que essa é sempre uma preocupação e cada cuidado é pouco. Peço a todas que se liguem nessas dicas, tomem cuidado e continuem lutando e estudando para melhorarmos esse mundão!


Qualquer mulher que ler esse post e quiser compartilhar experiências (boas ou ruins) estou aberta para ouvir e acolher sem julgamentos. Estamos juntas.

16 visualizações
  • White Facebook Icon
  • Branca ícone do YouTube
  • White Instagram Icon
  • Playlist Largados
LargadosNoMundao_logo_RGB_branco.png